April 19, 2020 / 9:14 PM / 2 months ago

Ministro argentino diz que Covid-19 não influenciou proposta de reestruturação da dívida

BUENOS AIRES (Reuters) - O ministro da Economia da Argentina disse que a pandemia do novo coronavírus não influenciou na oferta de restruturação da dívida que o governo sul-americano enviou a credores internacionais na sexta-feira, de acordo com entrevista publicada neste domingo no website El Cohete a la Luna.

    O titular da Fazenda, Martín Guzmán, disse ao portal de notícias que a oferta é “a mesma que faria antes do coronavírus, porque a situação já era realmente dura e o país enfrentava restrições muito fortes”.

    Na sexta-feira, a Argentina ofereceu a seus credores um corte de 62% nos juros, um período de carência de três anos e um levantamento de capital de 5,4% em sua dívida externa, algo ao redor de 70 bilhões de dólares, valor que o país considera impagável neste momento.

    A proposta, aberta aos credores por cerca de 20 dias, foi feita em um momento no qual a Argentina se encontra em prolongada crise econômica e soma um total 2.839 casos confirmados de COVID-19, com 132 mortes, segundo dados do Ministério da Saúde.   

Reportagem de Maximilian Heath 

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below