for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Chefe da OMS pede unidade global em luta longa contra o coronavírus

Ato organizado por proprietários de pequenos negócios para homenagear profissionais de saúde em Veneza, no dia que a Itália começou a afrouxar a quarentena do coronavírus 04/05/2020 REUTERS/Manuel Silvestri

GENEBRA (Reuters) - O chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, pediu nesta segunda-feira que o mundo se una para derrotar o novo coronavírus.

“Esse vírus estará conosco por um longo tempo e precisamos nos unir para desenvolver e compartilhar as ferramentas para derrotá-lo”, disse o diretor-geral da OMS em entrevista virtual em Genebra.

“Vamos prevalecer através da unidade nacional e da solidariedade global”, acrescentou, elogiando as promessas de 8 bilhões de dólares dos líderes mundiais para a luta contra a pandemia de coronavírus.

A agência sediada em Genebra apresentará nesta semana uma atualização de seu plano estratégico de preparação e resposta, que fornecerá uma atualização de suas necessidades de financiamento para apoiar os planos nacionais e internacionais de combate ao vírus, disse Tedros.

Na entrevista, um especialista da OMS disse que as decisões dos países sobre afrouxamento de medidas de isolamento decretadas para contar o coronavírus precisam ser tomadas com base em avaliações de risco.

(Reportagem de Emma Farge e Stephanie Nebehay)

((Tradução Redação Rio de Janeiro; 55 21 2223-7128))

REUTERS PF

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up