for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Reino Unido diz que analisará indícios antes de decidir próximas medidas contra o coronavírus

Premiê britânico, Boris Johnson, discursa em frente à sua residência oficial em Londres 27/04/2020 Pippa Fowles/10 Downing Street/Divulgação via REUTERS

LONDRES (Reuters) - O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, analisará informações apresentadas por especialistas durante uma revisão na quinta-feira antes de tomar qualquer decisão sobre as próximas medidas contra o surto de coronavírus, disse seu porta-voz nesta terça-feira.

O país precisa revisar as medidas adotadas seis semanas atrás dentro de dois dias, mas qualquer decisão pode surgir depois disso para permitir que os ministros estudem e aprovem quaisquer mudanças em um isolamento que praticamente paralisou a economia e está mantendo milhões de pessoas em casa.

Indagado se Johnson fará um comunicado para revelar as medidas da próxima fase do plano britânico contra o novo coronavírus, o porta-voz respondeu: “Acho que o que importa é fazermos isto direito, é considerarmos plenamente todos as evidências e comunicarmos os próximos passos, quaisquer que sejam, de uma maneira muito clara ao público.”

“Estamos estudando uma variedade de possíveis alívios das medidas de distanciamento social e também estamos estudando se em algumas áreas elas precisam ser reforçadas. Assim que tivermos as evidências científicas e tivermos finalizado o processo de revisão, poderemos delinear quais serão.”

A expectativa é que o Reino Unido estabeleça diretrizes para permitir que alguns negócios voltem a funcionar por meio de medidas como regras para manter os trabalhadores distantes uns dos outros e horas de trabalho escalonadas, e possivelmente um afrouxamento das regras para encontros sociais.

Quanto às diretrizes para as empresas retomarem o trabalho, o porta-voz disse que a recomendação ainda não foi concluída.

“Continuamos a trabalhar com os sindicatos no desenvolvimento de uma orientação sensata para os negócios que dará aos trabalhadores do Reino Unido o máximo de confiança de que podem voltar ao trabalho com segurança”, acrescentou.

Indagado se a nação pode permitir que reuniões sociais pequenas ocorram ao ar livre, o porta-voz disse que as recomendações científicas segundo as quais existe uma probabilidade menor de transmissão em locais abertos será levada em consideração na revisão do governo.

Por Elizabeth Piper

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up