for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Medicamento antiviral triplo se mostra promissor em teste contra Covid-19

Cientistas trabalham no enfrentamento ao coronavirus. 1/4/2020. REUTERS/Vitaly Nevar

LONDRES (Reuters) - Uma combinação tripla de medicamentos antivirais ajudou a aliviar os sintomas em pacientes com infecção leve a moderada por Covid-19 e reduziu rapidamente a quantidade de vírus em seus corpos, segundo resultados de um pequeno teste em Hong Kong.

O teste, que envolveu 127 pacientes, comparou aqueles que receberam o medicamento combinado - composto pelo remédio para HIV lopinavir – ritonavir, o de hepatite ribavirina e o tratamento para esclerose múltipla interferon beta - com um grupo de controle que recebeu apenas o medicamento para HIV.

As descobertas, publicadas na revista médica Lancet, mostraram que, em média, as pessoas que receberam o medicamento triplo alcançaram o ponto de nenhum vírus detectável cinco dias antes do que as do grupo de controle - 7 dias versus 12 dias.

“Nosso teste demonstra que o tratamento precoce de Covid-19 leve a moderada com uma combinação tripla de medicamentos antivirais pode suprimir rapidamente a quantidade de vírus no corpo do paciente, aliviar os sintomas e reduzir o risco para os profissionais de saúde”, disse Kwok- Yung Yuen, professor da Universidade de Hong Kong que co-liderou a pesquisa.

Ele afirmou que o menor risco para os profissionais de saúde ocorre devido ao efeito da droga combinada na redução do ‘derramamento viral’ - que é quando o vírus é detectável e potencialmente transmissível.

Segundo Kowk-Yung Yuen, a descoberta é encorajadoras, mas o efeito da droga tripla precisa ser testado em um número maior de pacientes e em pessoas com casos mais graves de Covid-19.

((Tradução Redação São Paulo; + 55 11 5644-7712))

REUTERS AAP

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up