for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Em teleconferência vazada, Obama descreve liderança de Trump sobre coronavírus como caótica

WASHINGTON (Reuters) - O ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama descreveu o modo como o presidente Donald Trump conduz a pandemia de coronavírus como “caótico” em uma teleconferência com ex-membros de seu governo, disse uma fonte no sábado.

Obama se manteve em grande parte fora do assunto, mesmo quando Trump culpou o ex-presidente e seu governo democrata por uma variedade de problemas relacionados a se ter suprimentos suficientes para combater a pandemia que matou mais de 75.000 norte-americanos até o momento.

Mas na ligação de sexta-feira para 3.000 membros da Obama Alumni Association, pessoas que trabalharam em seu governo, Obama fez um apelo aos partidários a apoiar o candidato presidencial democrata Joe Biden, que vai tentar superar Trump nas eleições de 3 de novembro.

O conteúdo da teleconferência foi relatada pela primeira vez pelo Yahoo News. Uma fonte familiarizada com a ligação confirmou à Reuters.

Obama disse que a eleição “é muito importante porque vamos lutar não apenas contra um indivíduo ou um partido político”.

“Estamos lutando contra essas tendências de longo prazo, nas quais ser egoísta, tribal, divisivo e ver os outros como inimigos --isso se tornou um impulso mais forte na vida americana”, afirmou.

Ele disse que essa é uma das razões pelas quais “a resposta a essa crise global tem sido tão anêmica e irregular”.

“Teria sido ruim mesmo com os melhores governos. Tem sido um desastre caótico”, completou.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up