for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Isolamento ainda não terminará, mas começará um “cuidadoso” relaxamento, diz Johnson

LONDRES (Reuters) - O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse neste domingo que o isolamento contra o coronavírus ainda não acabará, pedindo que as pessoas “fiquem alertas” aos riscos, ao mesmo tempo em que explicou seu plano para aliviar as medidas que fecharam boa parte da economia por quase sete semanas.

Embora as orientações sejam para a Inglaterra, o governo britânico quer também que as outras nações do Reino Unido --Gales, Escócia e Irlanda do Norte-- adotem a mesma abordagem, mas houve divisões imediatas, com a primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, dizendo que permaneceria com a mensagem “fique em casa”.

Johnson anunciou um limitado afrouxamento das restrições, incluindo permitir que pessoas façam exercícios ao ar livre com mais frequência e encorajando aqueles que não podem trabalhar em casa a retornarem aos seus empregos.

“Não é o momento de simplesmente encerrar o isolamento esta semana”, disse Johnson, em um discurso transmitido pela televisão. “Em vez disso, tomaremos os primeiros passos, com cuidado, para modificar nossas medidas.”

O governo foi criticado pelos partidos de oposição e outros pela maneira como lidou com a pandemia, e o primeiro-ministro tem receio de tirar o pé do freio cedo demais. O total de mortes por coronavírus no Reino Unido --31.855-- é o segundo maior do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. A maioria dos casos e mortes aconteceu na Inglaterra.

A decisão do governo de substituir seu slogan “fique em casa” atraiu críticas de partidos de oposição que argumentam que “fiquem alertas” é muito ambíguo.

Mais cedo, Johnson tuitou um novo pôster do governo que lista regras incluindo “fique em casa o máximo possível”, “limite o contato com outras pessoas” e “mantenha distância se sair de casa”.

Em seu discurso, Johnson disse que as pessoas deveriam continuar trabalhando em casa, se pudessem, mas que, a partir de segunda-feira, os que não puderem, como quem trabalha em construção ou manufatura, “deveria ser encorajado a voltar ao trabalho”.

A partir de quarta-feira, as pessoas poderão fazer um número ilimitado de exercícios ao ar livre, disse, e poderão se sentar ao sol em seus parques locais, dirigir para outros destinos e jogar esportes com moradores de suas casas.

Até agora, as pessoas podiam fazer exercícios ao ar livre uma vez por dia, na região em que moram e --apesar de dias recentes com clima quente-- não deveriam ir a parques sentar-se ao sol.

As regras de distanciamento social precisam ser obedecidas, disse Johnson, acrescentando que multas podem aumentar contra aqueles que as quebrarem.

Ele detalhou um sistema de alerta que parte do nível 1, quando o vírus não está mais presente, para o nível 5, o mais crítico, que permitirá ao governo sinalizar diferentes partes da Inglaterra e diminuir ou aumentar as restrições onde for necessário.

Tradução Redação São Paulo, 5511 56447702 REUTERS AC

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up