for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Mundo tem "longo caminho pela frente" na luta contra Covid-19, diz especialista da OMS

Mike Ryan, da OMS 03/05/2019 REUTERS/Denis Balibouse

GENEBRA (Reuters) - O mundo tem um “longo, longo caminho pela frente” para poder controlar a pandemia de coronavírus, apesar das medidas iniciais de muitos países para reiniciar a vida normal, alertou o principal especialista em emergências da Organização Mundial da Saúde nesta quarta-feira.

Mike Ryan, chefe do programa de emergências da OMS, disse que os riscos da Covid-19, a doença respiratória causada pelo novo coronavírus, permanecem altos nos “níveis nacional, regional e global”.

“O que todos tememos é um ciclo vicioso de desastres de saúde pública e econômicos caso as quarentenas sejam amenizadas sem a capacidade de detectar novos surtos”, disse Ryan em um briefing online à imprensa.

Ele acrescentou que um “controle muito significativo” do vírus é necessário para reduzir a avaliação de risco atual.

Governos de todo o mundo estão com dificuldades sobre como reabrir suas economias enquanto ainda tentam conter o vírus, que infectou 4,29 milhões de pessoas, segundo um relatório da Reuters, e levou a 291.375 mortes.

A União Europeia pressionou nesta quarta-feira para uma reabertura gradual das fronteiras dentro do bloco, isolado pela pandemia, dizendo que não é tarde demais para recuperar parte da temporada turística de verão enquanto mantém as pessoas seguras.

Mas especialistas em saúde pública dizem que é preciso cautela extrema para evitar novos surtos.

“Precisamos incorporar a mentalidade de que levará algum tempo para sair dessa pandemia”, disse Maria van Kerkhove, epidemiologista da OMS, no mesmo briefing online.

Por Michael Shields e Emma Farge

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up