for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Primeiro-ministro da Itália diz que relaxamento do lockdown é risco calculado

Pessoas usando máscaras andam de bicicleta por milão, com a Itália gradualmente relaxando medidas de isolamento social em meio à pandemia da Cvoid-19. 16/5/2020. REUTERS/Alessandro Garofalo

MILÃO (Reuters) - O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, disse neste sábado que o país corre um risco calculado ao reverter as medidas de bloqueio a partir da próxima semana, com a média diária de mortes pelo coronavírus no menor nível desde 9 de março.

“Estamos enfrentando um risco calculado, sabendo que a curva epidemiológica pode subir novamente”, disse Conte em entrevista coletiva para detalhar as medidas tomadas por Roma para reiniciar a maioria das atividades econômicas e suspender as restrições aos movimentos das pessoas.

Com a abertura das lojas a partir de segunda-feira, Conte disse que o movimento entre os países da União Europeia será permitido a partir de 3 de junho, sem um período de quarentena para quem entrar na Itália.

Academias, piscinas, centros esportivos serão reabertos em 25 de maio, enquanto teatros e cinemas poderão reabrir a partir de 15 de junho.

Reportagem de Giulio Piovaccari

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up