for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Seis detentas morrem em briga em prisão de Honduras

TEGUCIGALPA (Reuters) - Seis detentas morreram e mais duas ficaram feridos entre sábado à noite e domingo de manhã em uma briga violenta em uma prisão de mulheres que abriga 835 presas em Honduras, que teve ainda parte incendiada, disse uma autoridade da prisão no domingo.

A briga começou na noite de sábado na Penitenciária Nacional da Mulher para a Adaptação Social, disse Jose Gonzalez, chefe de uma comissão penitenciária, mas foi controlada nas primeiras horas do domingo.

Não ficou claro imediatamente como as presas morreram, mas Gonzalez disse que o incêndio foi causado por uma presa.

“Enquanto o incêndio estava sendo controlado, algumas das presas invadiram o teto do módulo e foram para outro módulo”, disse Gonzalez.

A prisão está localizada a 20 quilômetros ao norte da capital Tegucigalpa.

Oscar Triminio, porta-voz do Corpo de Bombeiros de Honduras, acrescentou que tiros podiam ser ouvidos na parte de dentro quando os bombeiros chegavam à prisão.

A superlotação e as brigas são comuns nas 25 prisões do país, que abrigam cerca de 21.500 reclusos, e estão sob controle militar desde dezembro.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up