for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Trump comemora feriado militar nos EUA e defende decisão de jogar golfe

Presidente dos EUA, Donald Trump 25/05/2020 REUTERS/Joshua Roberts

ARLINGTON, EUA/BALTIMORE (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, homenageou os militares norte-americanos mortos em combate nesta segunda-feira para marcar o Memorial Day, e defendeu sua decisão de passar a maior parte do feriado jogando golfe, no momento em que o número de mortes provocadas pelo coronavírus no país se aproxima de 100 mil.

“Algumas matérias sobre o fato de que, para sair e talvez até fazer um pouco de exercício, eu joguei golfe no final de semana. A mídia falsa e totalmente corrupta faz parecer um pecado mortal -- eu sabia que isso aconteceria!”, tuitou Trump, dizendo que foi a pela primeira vez que jogou em quase três meses.

Antes de se tornar presidente, Trump criticou diversas vezes seu antecessor democrata no cargo, Barack Obama, por jogar golfe, inclusive durante o surto de Ebola de 2014.

Os EUA têm mais de 1,6 milhão de infecções, a cifra mais alta do mundo, e modelos de previsão de possíveis mortes de Covid-19 apontam que o número de mortos passará de 100 mil até 1º de junho -- mas quase todos os 50 Estados começaram a amenizar suas restrições contra o coronavírus.

O republicano Trump, que concorre à reeleição em novembro, está ansioso para colocar a economia abalada pela pandemia em um estado algo melhor até o outono local para aumentar suas chances de permanecer na Casa Branca.

Ele também intensificou seu cronograma de viagens nas últimas semanas. Nesta segunda-feira, ele visitou o Cemitério Nacional de Arlington para depositar uma coroa de flores na Tumba do Soldado Desconhecido. Ele, o vice-presidente, Mike Pence, e suas esposas não usaram máscaras durante a cerimônia, assim como autoridades militares e efetivos que participaram.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up