for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Trump adia encontro do G7 e quer adicionar países à lista de convidados

A BORDO DO AIR FORCE ONE (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse no sábado que vai adiar para setembro ou mesmo depois o encontro do G7 que ele esperava realizar no próximo mês, e aproveitará para aumentar a lista de convidados para incluir Austrália, Rússia, Coreia do Sul e Índia.

Falando a repórteres no Air Force One durante seu retorno de Cabo Canaveral, na Flórida, a Washington, Trump disse que o G7, que agrupa as economias mais avançadas do mundo, é um “grupo muito desatualizado de países” em seu formato atual.

“Estou adiando porque não acho que, como G7, ele represente adequadamente o que está acontecendo no mundo”, disse Trump.

A maioria dos países europeus não fez comentários imediatos sobre a proposta, com um porta-voz do governo alemão dizendo que Berlim está “esperando por mais informações”.

Não ficou claro se o desejo de Trump de convidar outros países é uma tentativa de expandir permanentemente o G7. Em várias ocasiões anteriores, ele sugeriu o acréscimo da Rússia, citando o que chamou de importância estratégica global de Moscou.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up