for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Equipe da Reuters é atingida por balas de borracha em meio a ataques a jornalistas durante protestos nos EUA

(Reuters) - Dois membros de uma equipe da Reuters TV foram atingidos por balas de borracha e a câmera de um fotógrafo foi destruída em Minneapolis na noite de sábado, em meio a ataques a jornalistas que cobrem os distúrbios civis nas cidades dos Estados Unidos.

Filmagens feitas pelo cinegrafista Julio-Cesar Chávez mostraram um policial apontando diretamente para ele enquanto a polícia disparava balas de borracha, spray de pimenta e gás lacrimogêneo para dispersar cerca de 500 manifestantes na região sudoeste da cidade logo após o toque de recolher das 20h.

“Um policial que estou filmando aponta seu rifle de bala de borracha para mim”, disse Chávez.

Minutos depois, Chávez e o assessor de segurança da Reuters Rodney Seward foram atingidos por balas de borracha ao se esconderem em um posto de gasolina próximo.

Nas imagens capturadas enquanto corriam, vários tiros são ouvidos soando e Seward grita: “Fui atingido no rosto por uma bala de borracha”.

Questionado sobre o incidente, o porta-voz do Departamento de Polícia de Minneapolis, John Elder, solicitou uma cópia do vídeo, que a Reuters posteriormente forneceu. O departamento não respondeu a uma solicitação de retorno neste domingo.

“Desaprovamos fortemente a polícia atirar balas de borracha em nossa equipe em Minneapolis e estamos lidando com a situação junto com as autoridades”, disse um porta-voz da Reuters no domingo.

O incidente foi mais um de vários ataques a jornalistas que cobrem os protestos em todos os Estados Unidos após a morte de George Floyd em Minneapolis.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up