for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Irã diz estar pronto para continuar a fornecer combustível para a Venezuela

Funcionário da petroleira estatal venezuela PDVSA segura bandeira do Irã durante chegada de navio-petroleiro ira nianio em Puerto Cabello 25/05/2020 Palácio de Miraflores/Divulgação via REUTERS

DUBAI (Reuters) - O Irã irá continuar a fornecer combustível para a Venezuela caso Caracas solicite mais suprimentos, disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã nesta segunda-feira, apesar das críticas de Washington ao comércio entre os dois países, que estão, ambos, sob sanções dos Estados Unidos.

“O Irã pratica seus direitos de livre comércio com a Venezuela e estamos prontos para enviar mais navios se Caracas demandar mais suprimentos do Irã”, disse Abbas Mousavi em entrevista coletiva semanal transmitida ao vivo pela TV estatal.

Desafiando as ameaças dos EUA, o Irã tem enviado uma frota de cinco navios-tanque de combustível para o país produtor de petróleo da América do Sul, que está sofrendo da escassez de gasolina.

Procurando impedir novos embarques de combustível iraniano para a Venezuela, Washington está monitorando o fornecimento. A capital norte-americana tem alertado aos governos, portos marítimos, embarcadores e seguradoras de que poderiam enfrentar medidas caso ajudassem os navios-tanque.

Segundo dados do Refinitiv Eikon, no domingo, dois navios-tanque iranianos que forneceram combustível para a Venezuela como parte da frota têm começado a voltar, enquanto o governo de Caracas prepara postos para cobrar pela gasolina.

As tensões têm aumentado entre Teerã e Washington, inimigos de longa data, desde 2018, quando o presidente Donald Trump retirou os EUA do acordo nuclear do Irã, de 2015, com seis grandes potências e restabeleceu as sanções ao país, o que tem afetado sua economia.

Por Parisa Hafezi

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up