for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Áustria planeja transformar local de nascimento de Hitler em delegacia

Imagem de projeto para transformar local de nascimento de Hitler em delegacia em cidade na Áustria 02/06/2020 REUTERS/Leonhard Foeger

VIENA (Reuters) - A Áustria apresentou nesta terça-feira um projeto arquitetônico para transformar a casa em que Adolf Hitler nasceu em uma delegacia de polícia na esperança de “neutralizar” o espaço e impedir que atraia neonazistas.

Depois de décadas debatendo o que fazer com o edifício da cidade de Braunau am Inn, na fronteira alemã, a Áustria realizou uma compra compulsória em 2017 e disse no ano passado que o local se tornará uma delegacia para que “nunca mais evoque a lembrança do nacional-socialismo”.

“É o uso mais adequado (para o prédio). Por quê? A polícia é a protetora dos direitos e liberdades fundamentais”, disse o ministro do Interior, Karl Nehammer, em uma coletiva de imprensa ao anunciar o projeto vencedor da empresa de arquitetos Marte.Marte.

Hoje em dia, pouca coisa indica que a construção foi o lar do menino que se tornaria o líder do Terceiro Reich, desencadearia a Segunda Guerra Mundial e provocaria o Holocausto. Uma rocha entalhada na calçada diz “Fascismo nunca mais”, sem mencionar Hitler pelo nome.

Fotos do projeto escolhido mostram uma nova fachada, o térreo praticamente inalterado e um novo telhado.

A reforma deve ser finalizada até o início de 2023 a um custo de 5 milhões de euros, e a rocha será transferida para um museu de Viena, disse Hermann Feiner, uma autoridade do Ministério do Interior.

“A neutralização de toda esta localização estava, no fundo, no cerne deste resultado”, afirmou Feiner, acrescentando que neutralização significa uma reforma arquitetônica e um novo uso para o prédio.

Por François Murphy

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up