for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Peru aprova 2ª fase de reabertura para reativar 84% da economia

María Antonieta Alva, ministra da Economia e Finanças do Peru, durante entrevista coletiva em Lima 09/10/2019 REUTERS/Guadalupe Pardo

LIMA (Reuters) - O governo peruano aprovou nesta quinta-feira o início de uma segunda fase da reativação de sua economia em meio à execução de um plano de estímulo fiscal histórico para superar os estragos causados pelas medidas de quarentena adotadas contra a pandemia de coronavírus.

A segunda fase, que tem como objetivo reativar 84% da economia, inclui a exploração de grandes minas e retomada da mineração de pequena e média escala no segundo maior produtor mundial de cobre.

Algumas atividades de manufatura, construção, comércio e manutenção de veículos e de transporte de passageiros relacionados às atividades em andamento também estão contempladas, detalhou o decreto.

O governo prevê implementar até quatro fases da reativação da economia entre maio e agosto depois de ordenar uma quarentena rigorosa em meados de março para frear o contágio do coronavírus.

“Ao terminar a fase dois, a economia deve estar operando a 84% e com aproximadamente 455 mil empregos adicionais”, afirmou a ministra da Economia e Finanças, María Antonieta Alva, a jornalistas de mídia estrangeira.

O Peru iniciou em maio a reativação de sua produção, principalmente das grandes empresas mineradoras, cujas vendas representam 60% das exportações do país.

Alva também disse que as medidas aprovadas para reativar a economia local já somam cerca de 14,5% do Produto Interior Bruto (PIB) ante plano anunciado de estímulo fiscal equivalente a até 17% do PIB, um dos maiores e mais ambiciosos da América Latina.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up