for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Israel suspende relaxamento de restrições da Covid-19 após pico de casos novos

Netanyahu participa de entrevista à imprensa 7/6/2020 Menahem Kahana/Pool via REUTERS

JERUSALÉM (Reuters) - Israel suspenderá o relaxamento das restrições determinadas para conter o coronavírus devido a um aumento acentuado de casos novos de Covid-19, comunicou o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, nesta segunda-feira.

“Há um aumento muito acentuado da doença”, disse Netanyahu em um comunicado. “A primeira coisa que decidimos fazer é pisar no freio. Interrompemos todos os relaxamentos que iríamos adotar nos próximos dias,”

Israel pode já estar enfrentando uma duplicação da taxa de infecção dentro de 10 dias, disse o premiê, exortando o público a manter o distanciamento social, usar máscaras e adotar uma boa higiene.

Netanyahu não detalhou quais relaxamentos planejados foram descartados, mas a mídia israelense informou incluiriam a reabertura do serviço ferroviário nacional, teatros e cinemas.

O país relatou um total de 17.863 casos confirmados de Covid-19 e 298 mortes. Depois de adotar restrições no início do surto, o governo afrouxou o isolamento em meados de abril e permitiu que escolas, comércio, shopping centers, praias, lojas e restaurantes reabrissem gradualmente.

Por Maayan Lubell

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up