for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Manifestantes dos EUA derrubam estátua de Colombo e a atiram em lago

Estátua de Cristóvão Colombo derrubada por manifestantes e jogada em lago em Richmond, no EUA 09/02/2020 Instagram/@Videoguns/via REUTERS

(Reuters) - Manifestantes antirracismo do Estado norte-americano da Virgínia derrubaram uma estátua de Cristóvão Colombo no Parque Byrd, de Richmond, na noite de terça-feira, depois a envolveram em uma bandeira em chamas e a lançaram em um lago, mostraram imagens do incidente publicadas em redes sociais.

Uma onda de manifestações varreu os Estados Unidos e a Europa após a morte de George Floyd, um negro de 46 anos que morreu no dia 25 de maio depois que um policial branco o sufocou pressionando seu pescoço com um joelho durante quase nove minutos em uma rua da cidade de Mineápolis.

Parte dos atos tem se concentrado em monumentos que glorificam o passado imperialista dos países, o que algumas pessoas consideram ofensivo nas sociedades multiétnicas atuais. Manifestantes derrubaram estátuas de figuras ligadas ao império e ao comércio de escravos.

Colombo nasceu em Gênova, na Itália, em 1451, e suas viagens através do Atlântico abriram caminho para a colonização europeia das Américas. Ele chegou às Américas no dia 12 de outubro de 1492, uma data que os EUA comemoram como o Dia de Colombo, um feriado nacional.

Por Alexandra Hudson

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up