for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Empresário colombiano próximo a Maduro é preso em Cabo Verde, diz advogada

(Reuters) - Alex Saab, empresário colombiano próximo ao presidente venezuelano, Nicolás Maduro, que foi denunciado pelos Estados Unidas por lavagem de dinheiro no ano passado, foi preso em Cabo Verde, disse sua advogada neste sábado.

Maraa Dominguez, advogada de Saab baseada nos Estados Unidos, recusou-se a fornecer mais detalhes sobre sua prisão no arquipélago na costa da África Ocidental.

Não ficou claro quem prendeu Saab.

Em julho de 2019, promotores dos EUA denunciaram Saab e outro empresário colombiano por lavagem de dinheiro relacionada a um esquema de pagamentos de propinas para levar vantagens na taxa de câmbio da Venezuela, que é estabelecida pelo governo.

O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos também impôs sanções a Saab por ter supostamente orquestrado uma vasta rede de corrupção em importação e distribuição de comida na Venezuela, lucrando com contratos superfaturados, incluindo do programa de subsídio a alimentos.

Autoridades dos EUA disseram que desvios do programa alimentício foram parar nos bolsos de Maduro, enquanto a Venezuela vive um colapso na economia outrora próspera da nação rica em petróleo.

O Ministério da Informação da Venezuela não respondeu imediatamente a um pedido por comentário.

Reportagem de Luc Cohen, em Nova York

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up