for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Reino Unido revisa regra de distanciamento antes de nova etapa de flexibilização

LONDRES (Reuters) - O Reino Unido está revendo a regra de dois metros de distância social antes do próximo estágio da flexibilização das medidas de restrição para conter o coronavírus previsto para 4 de julho, quando bares, restaurantes e cabeleireiros poderão reabrir na Inglaterra, disse o primeiro-ministro Boris Johnson neste domingo.

O progresso no combate à pandemia do coronavírus criou “espaço de manobra” para a regra, que muitos empregadores disseram que vinha tornando mais difícil a recuperação da economia ao normal, disse Johnson em um shopping center da região leste de Londres que se prepara para reabrir na próxima semana.

O Reino Unido tem o terceiro maior número de mortes por coronavírus no mundo, apenas atrás de Estados Unidos e Brasil, algo que os críticos do governo dizem que é um reflexo dos problemas no enfrentamento à crise.

O governo do Partido Conservador, de Johnson, que afirma ter seguido conselhos científicos para enfrentar a pandemia, enfrenta o difícil desafio de equilibrar a recuperação da economia sem permitir uma segunda onda de casos.

“Trabalharemos em estreita colaboração com os especialistas o tempo todo e tomaremos a decisão certa com base na segurança, na saúde e no combate à doença”, disse Johnson.

A escala da crise no Reino Unido foi revelada por dados da semana passada, que mostraram uma queda da produção em 25% em relação a março e abril.

Como a Covid-19 na população caiu para 1 a cada 1.600 pessoas ou menos, as chances de contrair a doença em um encontro a menos de dois metros de distância diminuíram, acrescentou Johnson.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up