for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Policial de Hong Kong é repreendido por declarar "vidas negras importam" durante protesto

HONG KONG (Reuters) - Um policial de Hong Kong que foi filmado proferindo os dizeres “vidas negras importam” e “não consigo respirar” em patrulha durante uma manifestação na última sexta-feira foi repreendido pelas autoridades, segundo relatos da mídia local.

O vídeo do policial em Yau Ma Tei, no bairro de Kowloon, em Hong Kong, foi publicado na internet em sites como o da emissora pública RTHK, que é financiada pelo governo, no qual ele é visto repetindo os dizeres em referência à morte do norte-americano George Floyd em Mineápolis em 25 de maio enquanto estava sob custódia policial, e que provocou protestos em todos os Estados Unidos.

O policial foi gravado dizendo “vidas negras importam” em inglês e “eu não consigo respirar” três vezes cada, e “isso não é a América” no vídeo de 20 segundos que foi publicado no site da RTHK neste fim de semana.

A polícia realizava verificações de identidade dos manifestantes na multidão, de acordo com a mídia, no momento em que o policial repetiu as frases.

Uma porta-voz da polícia de Hong Kong disse ao jornal South China Morning Post que o policial em questão foi repreendido pelo incidente.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up