for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Congo registra cerca de 17 casos e 11 mortes em novo surto de Ebola

Congoleses se reúnem em torno de profissionais de saúde do grupo Médicos Sem Fronteiras para vacinação contra Ebola 14/11/2019 REUTERS/Fiston Mahamba

KINSHASA (Reuters) - A República Democrática do Congo registrou cerca de 17 casos de Ebola em um novo surto do vírus mortal na província ocidental de Équateur, e 11 dos infectados morreram, disseram autoridades médicas nesta segunda-feira.

As autoridades relataram 12 infecções na semana passada no país, cujo precário sistema de saúde também está combatendo uma epidemia de sarampo que matou mais de 6.000 pessoas e a Covid-19, que já infectou mais de 4.800 e matou 112.

O Instituto Nacional de Pesquisa Biomédica informou em seu relatório diário que agora houve 14 casos confirmados de Ebola e três casos prováveis desde que um conjunto de infecções foi confirmado na cidade de Mbandaka em 1º de junho.

Dois casos de ebola foram confirmados em sete zonas de saúde de Équateur, incluindo dois casos em Bolomba, a 300 km a nordeste de Mbandaka, informou a Organização Mundial da Saúde (OMS) em uma atualização.

A OMS afirmou que mais de 2.500 pessoas foram vacinadas em toda a província. A vacinação ajudou a controlar um surto de Ebola a 1.000 km de distância no leste do país, que matou mais de 2.200 desde 2018.

O sequenciamento genético mostra que o novo surto do Ebola, um vírus que foi descoberto perto do rio Ebola no norte do Congo em 1976, não está vinculado ao do leste do país.

Por Hereward Holland

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up