for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Restaurantes de Paris reabrem por completo, mas cautela permanece

Restaurantes de Paris reabrem salões internos 15/06/2020 REUTERS/Charles Platiau

PARIS (Reuters) - Restaurantes parisienses reabriram cautelosamente suas áreas internas nesta segunda-feira, embora praticamente sem turistas e com muitos franceses ainda trabalhando em casa, após o governo francês abrandar uma das últimas grandes medidas de restrição ainda em vigor para conter o coronavírus.

O presidente da França, Emmanuel Macron, disse no domingo que restaurantes e cafés em Paris poderiam reabrir totalmente a partir desta segunda-feira, mesmo dia em que a França suspendeu as restrições de fronteira para os viajantes da União Europeia.

Os restaurantes fora da região de Paris puderam abrir novamente a partir de 2 de junho, mas, na capital, que foi mais atingida pelo vírus, os locais só podiam atender clientes em espaços ao ar livre.

No Le Mesturet, um bistrô entre a Ópera Garnier e o Museu do Louvre, o proprietário Alain Fontaine afirmou que era um alívio reabrir, mas alertou que, sem turistas e com muitas pessoas ainda trabalhando remotamente, os restaurantes não deveriam operar em plena capacidade para evitar o risco de falências.

“Estou certo de que, no final do verão, todos reabrirão, mas pode levar de seis meses a um ano até que os negócios se recuperem totalmente como estavam antes”, disse.

Os clientes ficaram felizes em visitar seus locais preferidos novamente.

“Com a possibilidade de refeições em ambientes fechados, sinto vontade de comer fora de novo. Na calçada não é a mesma coisa”, disse o empresário Nicolas.

((Tradução Redação Rio de Janeiro, +5521 2223 7141))

REUTERS DM PF

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up