June 19, 2020 / 3:26 PM / in 20 days

ONU abre inquérito sobre racismo após morte de George Floyd

Vitrine de loja em Boston, nos EUA 18/06/2020 REUTERS/Brian Snyder

GENEBRA (Reuters) - O Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas condenou nesta sexta-feira o policiamento discriminatório e violento que levou à morte de George Floyd em Mineápolis, nos Estados Unidos, no mês passado e pediu um relatório sobre o “racismo sistêmico” contra pessoas de ascendência africana.

O fórum de 47 membros sediado em Genebra adotou por unanimidade uma resolução, apresentada por países africanos, que confere ao gabinete da alta comissária de Direitos Humanos da ONU, Michelle Bachelet, um mandato para registrar suas descobertas em um ano.

O texto foi elaborado durante negociações a portas fechadas a partir de um rascunho inicial que pedia explicitamente uma comissão de inquérito da ONU sobre racismo nos Estados Unidos e em outros lugares. O governo dos EUA saiu do fórum há dois anos, alegando preconceito anti-Israel.

Por Stephanie Nebehay

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below