for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Trump suspenderá certos vistos de trabalho nos EUA até fim do ano

Presidente dos EUA, Donald Trump, durante comício da campanha de reeleição em Tulsa 20/06/2020 REUTERS/Leah Millis

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, irá expandir uma proibição a determinados vistos atualmente em vigor para incluir certos vistos de trabalho para não imigrantes, como parte de uma medida para proteger os trabalhadores norte-americanos em meio ao estrago econômico provocado pela pandemia do coronavírus, afirmou uma autoridade do governo nesta segunda-feira.

Trump irá bloquear o ingresso de trabalhadores estrangeiros com os vistos H-1B (para trabalhadores qualificados) e L-1 (para trabalhadores transferidos dentro de uma empresa) até o fim do ano, afirmou a autoridade. O presidente também bloqueará trabalhadores sazonais com vistos H-2B, com exceção dos trabalhadores da indústria de serviços alimentícios.

A medida será tomada apesar da oposição de empresas que dependem de trabalhadores estrangeiros, incluindo grandes empresas de tecnologia e da Câmara de Comércio dos EUA --a maior associação de negócios do país-, as quais têm dito que a decisão irá sufocar a recuperação econômica. Críticos da medida dizem que Trump está usando a pandemia para cumprir seu objetivo de longa data de limitar a imigração para os Estados Unidos.

Os efeitos imediatos da promulgação provavelmente serão limitados, já que os consulados dos EUA em todo o mundo permanecem fechados para a maioria dos processos de rotina de vistos devido à pandemia.

Trump é candidato à reeleição em 3 de novembro e tornou sua posição rígida acerca da imigração um ponto central para os eleitores, embora o coronavírus, os problemas econômicos e os recentes protestos nacionais sobre a brutalidade policial tenham ofuscado essa questão nos últimos meses.

A suspensão do visto é o mais recente passo de Trump para restringir a imigração. Trump também renovará um anúncio de abril, que suspende temporariamente a residência permanente nos Estados Unidos para alguns estrangeiros, disse o funcionário do governo nesta segunda-feira.

Reportagem adicional de Steve Holland

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up