for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

EUA defendem mudanças em testagem de Covid-19 no Texas e em outros 4 Estados

Agente de saúde colhe amostra de homem para realização de teste de Covid-19 em Houston, no Texas 23/06/2020 REUTERS/Callaghan O'Hare

WASHINGTON (Reuters) - O governo dos Estados Unidos afirmou nesta quarta-feira que não vai mais financiar diretamente 13 dos seus centros de testagem do novo coronavírus em cinco Estados, mas acrescentou que esses locais receberam recursos do governo federal para a realização dos exames.

O secretário-adjunto de Saúde dos Estados Unidos, almirante Brett Giroir, disse em uma teleconferência com repórteres que os 13 locais eram as últimos entre as 41 unidades criadas pelo governo federal quando a pandemia do novo coronavírus surgiu, antes de uma mudança para programas de testagem mais recentes.

A NBC informou na quarta-feira que o financiamento e o suporte aos locais de testagem em Illinois, Nova Jersey, Colorado e Pensilvânia, além do Texas, terminariam em 30 de junho. Giroir chamou a reportagem da NBC de enganosa e disse que existem milhares de opções de testagem.

O presidente dos EUA, Donald Trump, tem lamentado o aumento dos casos de coronavírus nos EUA e tem procurado colocar a culpa no grande número de testes realizados, o que, segundo ele, faz com que os Estados Unidos pareçam em situação ruim.

Em um comício político no fim de semana, ele afirmou que pediu que os testes fossem reduzidos, algo que a Casa Branca e as principais autoridades de saúde dos EUA disseram que não havia sido formalmente solicitado.

Giroir disse nesta quarta-feira que espera aumentar para pelo menos 40 milhões a 50 milhões de testes por mês até o outono.

Ele acrescentou que conversou com líderes dos cinco Estados afetados pela mudança na testagem, observando que eles haviam concordado que “era o momento apropriado para fazer a transição” para outras opções. Ele disse que os Estados poderiam usar os mais de 10 bilhões de dólares alocados no mês passado para programas de testagem para manter os locais abertos, se assim o desejassem.

O governo federal financia, integralmente, um programa de testagem mais recente, com 600 locais em farmácias e outros estabelecimentos de saúde, e também arca com os custos de teste de um terceiro programa executado com a rede de farmácias CVS em 1.000 locais, disse.

Reportagem adicional de Caroline Humer em Nova York

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up