for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Catalunha torna uso de máscaras obrigatório o tempo todo em público

Pessoas usam máscaras enquanto caminham na Plaza de Catalunya, em Barcelona 14/03/2020 REUTERS/Nacho Doce

BARCELONA (Reuters) - A Catalunha ordenou nesta quarta-feira que todos os moradores e visitantes usem máscaras o tempo todo em público, tornando-se a primeira região da Espanha a endurecer a diretiva nacional que obriga seu uso na proximidade de outras pessoas.

A ordem, que entra em vigor na quinta-feira, foi anunciada pelo líder regional, Quim Torra, quatro dias depois de mais de 200 mil pessoas da área de Segria serem submetidas a um isolamento por causa de uma série de surtos de coronavírus no local.

“As máscaras serão obrigatórias em toda a Catalunha, não só na região de Segria... acho que é uma medida importante”, disse Torra ao Parlamento regional. “Distribuiremos equipamentos de proteção.”

No mês passado, as autoridades espanholas tornaram o uso de máscaras obrigatório dentro e fora de ambientes em todas as circunstâncias nas quais não é possível manter 1,5 metro de distanciamento social e até uma vacina ou cura do coronavírus ser descoberta.

A ordem de Torra cancelou a isenção de distanciamento social da Catalunha, tornando o uso de máscaras obrigatório em todas as situações sociais.

A medida mais rígida almeja evitar o “relaxamento” de atitudes relativas ao vírus observada entre alguns cidadãos, disse a porta-voz regional Meritxell Budo.

A pandemia atingiu a Espanha mais duramente do que a maioria dos outros países europeus, causando mais de 28 mil mortes e quase 270 mil infecções, de acordo com dados oficiais.

Na Itália, também gravemente afetada, as mesmas regras severas sobre o uso de máscaras estão em vigor até 14 de julho na Lombardia, o epicentro regional da Covid-19. Em outro locais do país, usar máscaras não é obrigatório no exterior para aqueles que conseguirem manter uma distância segura dos outros.

Por Joan Faus em Barcelona e Nathan Allen, Inti Landauro e Clara-Laeila Laudette em Madri; reportagem adicional de Emilio Parodi e Gavin Jones na Itália

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up