for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Reino Unido tira Portugal de lista de quarentena e acrescenta Áustria e Croácia

Pessoas caminham perto da Torre de Belém, em Lisboa 06/09/2017 REUTERS/Rafael Marchante

LONDRES/LISBOA (Reuters) - O Reino Unido retirou Portugal de sua lista de quarentena contra a Covid-19 nesta quinta-feira, mas disse que as infecções em alta em outros locais obrigarão os viajantes chegando de Áustria, Croácia e Trinidade e Tobago a se isolarem durante duas semanas.

O ministro dos Transportes, Grant Shapps, anunciou no Twitter a mais recente de uma série de ajustes na política de quarentena agora que o Reino Unido tenta evitar importar infecções novas de focos no exterior.

“Dados... mostram que agora podemos acrescentar Portugal àqueles países INCLUÍDOS nos Corredores de Viagem”, disse.

Shapps disse que toda a política de viagens britânica passa por revisões constantes e que pode mudar rapidamente, alertando que as pessoas só deveriam viajar se estiverem dispostas a se submeter a uma quarentena caso as regras mudem durante suas férias.

Enfatizando a questão, ele anunciou que Áustria, Croácia e Trinidade e Tobago estão sendo adicionados à lista de quarentena e que os passageiros vindos destes países terão que se isolar durante 14 dias depois que chegarem a partir das 3h locais de sábado.

Portugal, um destino turístico popular entre os britânicos, havia expressado frustração pelo fato de o Reino Unido ter se recusado a descartar suas restrições de quarentena – o que atingiu duramente sua economia dependente do turismo.

As indústrias turística e de aviação do próprio Reino Unido também foram gravemente afetadas pela pandemia de coronavírus. França e Espanha, outros destinos de viagem muito estimados, já foram sujeitas a restrições de quarentena no auge da temporada de verão.

Por William James em Londres e Victoria Waldersee em Lisboa

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up