for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Médicos alemães dizem que exames indicam envenenamento de Navalny

Opositor do governo russo Alexei Navalny participa de comício em Moscou, Rússia, em 29 de fevereiro de 2020. REUTERS/Shamil Zhumatov

BERLIM (Reuters) - Médicos alemães que tratam o opositor russo Alexei Navalny em um hospital de Berlim disseram nesta segunda-feira que exames indicaram que ele foi envenenado antes de desmaiar em um avião na Rússia na semana passada.

Navalny, um crítico do presidente russo, Vladimir Putin, foi levado à Alemanha para tratamento no sábado. O Kremlin disse não estar claro o que fez Navalny adoecer e que exames iniciais não mostraram que ele foi envenenado, como seus assessores afirmaram.

O hospital Charité de Berlim disse que uma equipe de médicos o examinou detalhadamente após sua chegada.

“Indícios clínicos indicam envenenamento com uma substância do grupo de inibidores de colinesterase”, disse o hospital em um comunicado.

“A substância específica envolvida continua desconhecida, e uma série adicional de exames abrangentes foi iniciada.”

Navalny é uma pedra no sapato do Kremlin há mais de uma década, expondo o que diz ser uma corrupção de alto nível e mobilizando multidões de jovens manifestantes.

Ele foi detido diversas vezes por organizar reuniões públicas e comícios, processado devido às suas investigações sobre corrupção e impedido de concorrer a presidente em 2018.

O governo alemão disse mais cedo que Navalny está sendo protegido no hospital devido a temores em relação à sua segurança.

“A suspeita é que o senhor Navalny tenha sido envenenado, dado que, infelizmente, a história russa recente teve vários casos suspeitos do tipo”, disse Steffen Seibert, o principal porta-voz da chanceler alemã, Angela Merkel, aos jornalistas.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up