for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Manifestantes húngaros exigem liberdade acadêmica para universidade de artes

BUDAPESTE (Reuters) - Milhares de pessoas protestaram no domingo pela independência da Universidade de Teatro e Cinema da Hungria após a imposição de um conselho nomeado pelo governo, que, segundo os manifestantes, prejudicará sua autonomia.

A administração da escola, responsável pela formação de muitos dos diretores e cineastas mais famosos da Hungria, renunciou na segunda-feira em protesto contra as mudanças, que também levaram vários diretores de teatro renomados a abandonar seus cargos de ensino.

Os participantes do protesto foram às ruas do centro de Budapeste antes que a multidão se reunisse em uma praça principal perto do Parlamento, exigindo autonomia para a universidade e liberdade para atividades artísticas e educacionais.

Os apoiadores do primeiro-ministro Viktor Orban há muito argumentam que é hora de uma mudança na cultura em direção aos valores conservadores para acabar com o que eles chamam de dominação das artes na Hungria por liberais e esquerdistas.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up