for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Líder da oposição em Belarus rasgou passaporte para impedir deportação, diz aliado

Forças de segurança puxam manifestante durante protesto em apoio a líder de oposição presa Maria Kolesnikova em Minsk, Belarus 08/09/2020 BelaPAN/Divulgação via REUTERS

KIEV (Reuters) - A líder da oposição em Belarus Maria Kolesnikova rasgou seu passaporte na fronteira do país com a Ucrânia e jogou fora os pedaços para frustrar uma tentativa das autoridades bielorrussas de expulsá-la para a Ucrânia, informou seu aliado Anton Radnenkov, nesta terça-feira.

Radnenkov disse a repórteres em Kiev que ele, outro companheiro chamado Ivan Kravtsov e Kolesnikova foram levados para a fronteira na madrugada desta terça por homens à paisana, mas que Kolesnikova não completou a travessia.

Kravtsov disse que não sabia o paradeiro atual de Kolesnikova, mas achava que ela poderia estar sob custódia do serviço de segurança bielorrusso.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up