for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Paraguai declara estado de emergência por incêndios florestais

Incêndio na província de San Pedro, Paraguai 12/09/2007 REUTERS/Jorge Adorno

ASSUNÇÃO (Reuters) - O Congresso do Paraguai declarou uma emergência nacional na quinta-feira em reação aos incêndios florestais que estão devastando grandes partes da região semiárida do Chaco, que abriga fazendas de gado, onças-pintadas e muitos povos indígenas.

A declaração de emergência reforça os fundos de combate ao fogo e possibilita um pedido de ajuda internacional para domar as chamas, que surgiram por todo o país.

Autoridades disseram que duas aeronaves de combate a incêndios chegaram ao Paraguai e serão usadas nas regiões atingidas mais duramente.

Os vizinhos regionais Argentina, Bolívia e Brasil também estão tendo dificuldades para conter incêndios, que ameaçam alcançar níveis históricos em meio à seca e ao clima seco.

O Secretariado Nacional de Emergência paraguaio (SEN) disse que detectou 5.231 incêndios em 24 horas, a maioria na região densamente arborizada do Chaco.

O chefe do SEM, Joaquin Roa, classificou a região como um “terreno fértil... para incêndios florestais”. Não há previsão de chuva e as temperaturas do ar estão subindo.

“Todos os incêndios que foram gerados estão controlados, mas não vencemos a batalha, não podemos baixar a guarda”, disse Roa.

O Diretório de Meteorologia do país disse que não prevê chuva antes de 7 de outubro.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up