for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Governo de Nova York fecha escolas em pontos críticos de Covid-19

Governador de Nova York, Andrew Cuomo. 13/7/2020. REUTERS/Mike Segar

NOVA YORK (Reuters) - O governador de Nova York, Andrew Cuomo, acatou nesta segunda-feira ao plano da cidade de Nova York de fechar escolas em nove “pontos críticos” de Covid-19, nos bairros do Brooklyn e do Queens, mas disse que ainda discutirá quais empresas e serviços não-essenciais devem ser fechados novamente nessas áreas.

O fechamento tanto de escolas públicas quanto de particulares nestas áreas começará na terça-feira, afirmou Cuomo, adiantando em um dia o plano anunciado pelo prefeito de Nova York, Bill de Blasio.

Os nove bairros, especificados por seus códigos postais, têm registrado taxa de positividade nos testes para o coronavírus acima de 3% por sete dias consecutivos.

“Eu não vou recomendar ou permitir que qualquer família da cidade de Nova York mande seu filho para uma escola onde eu não mandaria os meus”, disse Cuomo a jornalistas.

Ele disse que o Estado vai se encarregar de que sejam cumpridas as regras de distanciamento social, dever de atribuição das autoridades locais, nos pontos críticos.

Cuomo e de Blasio se desentenderam várias vezes sobre como responder à propagação da Covid-19, e os dois não aparecem juntos em público há vários meses.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up