for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Rússia diz não estar produzindo armas químicas após descobertas da Opaq sobre Navalny

Porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, em Moscou 27/02/2020 REUTERS/Shamil Zhumatov/Pool

MOSCOU (Reuters) - O Kremlin disse nesta quarta-feira que a Rússia não está produzindo nenhuma arma química e que cumpre totalmente suas obrigações como um tratado internacional de controle de armas que proíbe este tipo de produção.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, falou depois de a Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq) dizer que amostras de sangue de Alexei Navalny, um crítico do governo russo, continham um agente nervoso da família Novichok, que está proibido.

As conclusões da agência confirmam resultados divulgados pela Alemanha, onde Navalny foi tratado depois de adoecer subitamente em um voo doméstico na Sibéria em agosto.

Peskov disse que a Rússia ainda não recebeu nenhuma informação oficial da Opaq a respeito do caso de Navalny. A Rússia nega qualquer envolvimento.

Por Gabrielle Tétrault-Farber e Dmitry Antonov

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up