for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Ainda se recuperando de tempestade, Louisiana se prepara para furacão Delta

Furacão Delta deixa estragos em Cancun, no México 07/10/2020 REUTERS/Henry Romero

(Reuters) - O Estado norte-americano da Louisiana se preparava nesta quinta-feira para outra de uma série de tempestades violentas que estão quebrando recordes, já que o furacão Delta acelerou no Golfo do México em direção a uma região que ainda se recupera da última tempestade.

O Delta atingiu enclaves turísticos da península mexicana de Yucatán na quarta-feira, deixando atrás de si uma confusão de árvores caídas e vidros quebrados que abalaram os moradores. Ele se intensificou na madrugada desta quinta-feira sobre o Golfo do México, e seus ventos devem alcançar 185 quilômetros por hora antes de ele atingir a Louisiana no entardecer ou na noite de sexta-feira.

Um alerta de furacão foi estendido à fronteira entre o Texas e a Louisiana e chegou a Morgan City, na Louisiana, e o Centro Nacional de Furacões (NHC) disse que o Delta pode provocar chuvas fortes, ventos intensos e uma maré de tempestade de 1,2 a 2,1 metros de altura em áreas litorâneas.

A tempestade iminente deteve algumas exportações de petróleo e levou produtoras de energia a retirar trabalhadores e suspender a produção de petróleo e gás em alto mar. A Guarda Costeira dos Estados Unidos alertou as transportadoras para a possibilidade de ventos típicos de vendavais de Port Arthur, no Texas, a Mobile, no Alabama.

Os moradores das áreas litorâneas da Louisiana e aqueles que moram fora do sistema de proteção de barragens foram exortados a partir.

“Hoje temos que nos preparar, e as nossas famílias, para a chegada do furacão Delta”, disse o governador da Louisiana, John Bel Edwards, aos moradores.

Por Erwin Seba em Houston em Anthony Esposito em Cancún

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up