for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Catalunha e da Navarra endurecem medidas contra Covid-19

BARCELONA, Espanha (Reuters) - As regiões espanholas de Catalunha e Navarra vão impor novas restrições de trabalho e às reuniões públicas depois de aumentos no número de casos de Covid-19, afirmaram autoridades neste domingo.

Josep Maria Argimon, secretário de saúde da Catalunha, pediu às empresas que mandem os funcionários trabalhar de casa pelos próximos 15 dias.

“Se não estabelecermos algumas medidas, podemos chegar à situação em Madri em duas ou três semanas”, disse Argimon à rádio RAC1. “Mas não chegaremos à situação deles, porque vamos tomar medidas obrigatórias que serão anunciadas esta semana.”

Madri, onde um estado de emergência foi imposto na sexta-feira para interromper o aumento nas taxas de infecção, é um dos focos da Covid-19 na Europa atualmente.

A Catalunha registrou 2.360 casos da doença e 13 mortes nas últimas 24 horas, informaram as autoridades de saúde neste domingo.

Em Navarra, que tem uma população de 650 mil habitantes, a líder regional Maria Chivite anunciou novas restrições depois que 463 casos de coronavírus foram registrados neste domingo, o maior número em um só dia desde o início da pandemia.

A partir de terça-feira, as reuniões estarão limitadas a seis pessoas, os bares e restaurantes devem fechar às 22h e a capacidade deles será limitada a 50%, enquanto a capacidade dos parques infantis será reduzida para 30%.

A conservadora líder regional em Madri Isabel Díaz Ayuso disse que o lockdown está “arruinando” a economia da capital espanhola e que ele é profundamente antidemocrático.

“O sistema judiciário, a região de Madri, o rei e a lei estão no caminho de Pedro Sánchez, que está tentando mudar este país pela porta dos fundos”, disse Ayuso ao jornal El Mundo em entrevista publicada neste domingo.

Uma porta-voz do governo espanhol se recusou a comentar a declaração.

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sanchez, disse a jornalistas no sábado: “Continuaremos oferecendo ajuda ao governo regional de Madri para que possamos trabalhar juntos, mas a situação exige uma resposta e não podemos ficar apenas sentados.”

Por Graham Keeley

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up