for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Hospitalizações por coronavírus nos EUA atingem pico de 2 meses

13/07/2020 REUTERS/Maria Alejandra Cardona

(Reuters) - O número de pacientes em tratamento para a Covid-19 em hospitais dos Estados Unidos atingiu 40 mil pela primeira vez desde agosto nesta quarta-feira, de acordo com uma contagem da Reuters, enquanto o país luta contra um novo surto de infecções nos Estados do Meio-Oeste.

Os hospitais viram uma alta de 36% em pacientes de coronavírus nas últimas quatro semanas, e os hospitais do Meio-Oeste estão estabelecendo novos recordes todos os dias.

Até agora em outubro, 16 Estados registraram seus maiores números de pessoas hospitalizadas por Covid-19 desde o início da pandemia, incluindo os Estados de Iowa, Kansas, Missouri, Nebraska, Dakota do Norte, Dakota do Sul e Wisconsin.

Hospitalizações de pacientes atingidos pelo vírus bateram recordes em todas as regiões do país, com exceção da Nordeste. O número de hospitalizações é uma métrica acompanhada de perto pois não é influenciada pelo número de testes realizados.

Além das hospitalizações, que chegaram a 40.264 na quarta-feira, a média de novos casos dos últimos sete dias cresceu em 45% nas últimas quatro semanas e também se aproxima de níveis vistos pela última vez no pico do verão norte-americano, de acordo com uma análise da Reuters.

Na sexta-feira, os EUA registraram 69.478 novos casos, o maior número total de um único dia desde 24 de julho e o quinto maior número de um só dia desde o início da pandemia.

O Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos (NIH) iniciou um teste em estágio avançado para avaliar se as terapias de modulação de imunidade de três farmacêuticas podem ajudar a reduzir a necessidade para ventiladores para pacientes de Covid-19, abreviando o tempo de internação.

Reportagem de Shaina Ahluwalia e Anurag Maan em Bengaluru

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up