for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

ONU condena "horrível assassinato" de professor francês

Alta comissária de Direitos Humanos da ONU, Michelle Bachelet, em Genebra 27/02/2020 REUTERS/Denis Balibouse

GENEBRA (Reuters) - O escritório de direitos humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) condenou nesta terça-feira o “horrível assassinato” do professor francês Samuel Paty, que foi decapitado neste mês por um suposto fundamentalista islâmico depois de usar caricaturas do Profeta Maomé em uma aula sobre liberdade de expressão.

A Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, “condena inequivocamente o assassinato do professor na França”, disse a porta-voz Ravina Shamdasani em uma coletiva de imprensa da organização em Genebra.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up