for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Manifestantes que negam existência da Covid-19 entram em choque com polícia em Barcelona

Manifestantes entram em choque com a polícia em Barcelona 30/10/2020 REUTERS/Nacho Doce

BARCELONA (Reuters) - Manifestantes que negam a existência da Covid-19 e se opõem às restrições para conter a propagação da pandemia entraram em confronto com a polícia em Barcelona nesta sexta-feira.

Cerca de 50 manifestantes atiraram tijolos e fogos de artifício contra a polícia e incendiaram recipientes de lixo no centro da segunda maior cidade da Espanha, informou a polícia.

A polícia repeliu os manifestantes, mas não atacou, disse um porta-voz da Mossos d’Escuadra, a polícia regional catalã.

Mais cedo, cerca de 700 pessoas fizeram uma manifestação pacífica em uma das principais ruas da cidade.

O confronto ocorreu após distúrbios semelhantes provocados por aqueles que negam a existência da pandemia em Bilbao, na Espanha, na quinta-feira, e em cidades da Itália na segunda-feira.

A Espanha, um dos países mais afetados pela Covid-19, impôs um estado de emergência nesta semana para tentar conter o aumento das infecções por coronavírus.

Como outros países europeus, a Espanha tem recorrido a medidas cada vez mais drásticas para conter as infecções, embora menos rígidas do que na Alemanha ou na França.

O estado de emergência concede às autoridades regionais o poder de limitar a liberdade de movimento por meio de lockdowns e toques de recolher.

Reportagem de Graham Keeley

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up