for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Emissoras de TV dos EUA se preparam para transmitir resultados de uma eleição sem precedentes

Propaganda de Trump e Biden em Cherryville, Pensilvânia 03/11/2020 REUTERS/Rachel Wisniewski

(Reuters) - Os canais de TV de notícias dos Estados Unidos estão se preparando para uma noite de eleições como nenhuma outra, enquanto uma nação dividida escolhe o próximo presidente em meio a uma pandemia global, com recorde de votos antecipados e enviados pelo correios.

Na disputa deste ano entre o presidente republicano Donald Trump e o ex-vice-presidente democrata Joe Biden, as emissoras de TV estão enfrentando uma pressão cada vez maior para relatar os resultados das eleições com precisão e sem especulação injustificada.

Entre os desafios que o país e as emissoras enfrentam, estão um presidente alimentando temores de fraude eleitoral, um eleitorado profundamente dividido e o espectro de uma contagem prolongada de votos, o que aumenta o potencial para protestos, violência e processos judiciais.

Esta será a primeira eleição presidencial em que as principais redes de TV obterão dados de diferentes provedores, aumentando o potencial para perspectivas divergentes sobre os resultados da noite eleitoral.

A Fox News, da Fox Corp, e a Associated Press não estão mais usando as pesquisas de boca de urna tradicionais: em vez disso, confiam em pesquisas on-line e por telefone que visam os votos antecipados e no dia da eleição. As organizações combinarão os dados da pesquisa com os resultados em tempo real tabulados pela AP para ajudar a fazer projeções.

As três redes de transmissão de notícias e a CNN, de propriedade da AT&T, fazem parte do consórcio National Election Pool, que contará com a empresa Edison Research para pesquisas e resultados à medida que forem chegando de cada distrito. A Reuters tem um acordo de distribuição com a NEP para os dados eleitorais de 2020.

As redes mostrarão seus investimentos em mais pesquisas, análises de dados mais profundas e relatórios adicionais sobre a mecânica da votação, integridade da votação e desinformação.

A CBS News, de propriedade da ViacomCBS Inc., transmitirá pela primeira vez sua cobertura da noite da eleição na Times Square.

A NBC News, de propriedade da Comcast Corp, contará com mais de 100 jornalistas para sua cobertura. A ABC News, da Walt Disney Co, começará sua cobertura no horário nobre, com o âncora George Stephanopoulos liderando a cobertura de Nova York.

Tradução Redação São Paulo, 5511 56447702 REUTERS AC

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up