for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

"E o vencedor é...": risco de eleição contestada preocupa aliados dos EUA

Eleitores preenchem cédulas em seção eleitoral montada em lavanderia em Chicago 03/11/2020 REUTERS/Daniel Acker

LONDRES/BERLIM (Reuters) - Agora que os norte-americanos estão indo às urnas, primeiros-ministros e presidentes de todo o mundo enfrentam uma questão delicada: quando parabenizar o eventual vencedor, especialmente levando em conta o risco de o resultado da eleição ser contestado.

Por um lado, existe a chance de a votação popular apontar uma coisa e o Colégio Eleitoral --que na verdade determina o vencedor-- apontar outra. Além disso, o presidente Donald Trump alegou diversas vezes que a votação pelo correio está sujeita a fraudes, insinuou que pode não aceitar o resultado e disse que a Suprema Corte pode ter que decidir o vencedor.

“É preciso ser veloz e claro ao enviar os cumprimentos, especialmente a um aliado tão importante”, disse um conselheiro de política externa de um líder do norte da Europa.

“Mas é arriscado desta vez. Não se pode errar ou agir cedo demais. Podemos tomar um chá de cadeira durante algum tempo após o dia da eleição.”

A disputa de 2016 entre Trump e Hillary Clinton teve um desfecho apertado --Hillary venceu o voto popular, mas Trump teve a maioria do Colégio Eleitoral.

Neste ano, Jean-Claude Juncker, ex-presidente da Comissão Europeia, disse que é crucial não dar os parabéns cedo demais.

O principal conselheiro de outro líder europeu descreveu a situação como “complicada e delicada”, dizendo que ela depende de quão claro o resultado será e de os dois candidatos o aceitarem. Ambos podem clamar vitória, disse.

O Canadá tem um plano para enviar comunicados de parabenização somente quando surgir um vencedor claro, mas isso pode não ser óbvio.

(Reportagem adicional de David Ljunggren em Ottawa)

Tradução Redação São Paulo, 5511 56447759 REUTERS ES

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up