for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Em visita à Venezuela, chanceler do Irã diz que EUA não controlam mais o mundo

Chanceleres do Irã e da Venezuela em Caracas 05/11/2020 REUTERS/Fausto Torrealba

CARACAS (Reuters) - O Irã acredita que o governo dos Estados Unidos não consegue mais “controlar o que está acontecendo no mundo” ou mostrar a outros países como proteger os direitos dos cidadão, disse o ministro das Relações Exteriores iraniano, nesta quinta-feira, durante uma visita à aliada Venezuela.

Falando dois dias depois da eleição presidencial norte-americana, Mohammad Javad Zarif disse que a era da “hegemonia ocidental acabou”, ao elogiar o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, por resistir a uma suposta campanha coordenada pelos EUA para depô-lo.

O Irã se tornou um aliado essencial de Maduro à medida que o governo deste último passou a enfrentar sanções financeiras debilitantes e um isolamento internacional. Diante do colapso da outrora poderosa indústria petroleira do país, Maduro se voltou ao Irã para comprar gasolina e continuar atendendo os consumidores venezuelanos.

“Hoje, os Estados Unidos e seus aliados não conseguem controlar o que está acontecendo no mundo. Perderam o controle”, disse Zarif em um fórum em Caracas ao lado de seu equivalente venezuelano, Jorge Arreaza.

Arreaza disse que o relacionamento da Venezuela com o Irã atingiu seu “clímax” e que, no futuro, o governo Maduro poderia adquirir armas iranianas se isso fosse considerado necessário.

Por Mayela Armas, Corina Pons e Deisy Buitrago

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up