for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Israel assina acordo de potencial vacina contra Covid-19 da Pfizer

Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu 13/08/2020 Abir Sultan /Pool via REUTERS

TEL AVIV (Reuters) - Israel assinou um acordo com a Pfizer Inc nesta sexta-feira para receber 8 milhões de doses de sua candidata a vacina contra Covid-19, informou o primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, o suficiente para quase metade da população israelense.

A Pfizer confirmou que finalizou um acordo de suprimento crítico com Israel “que proporcionará ao povo israelense uma vacina contra Covid-19 assim que aprovada pelas autoridades reguladoras”, disse o executivo-chefe da empresa, Albert Bourla.

O acordo precisa da aprovação da agência federal norte-americana de medicamentos FDA e do Ministério da Saúde de Israel, disseram autoridades israelenses. O ministro da Saúde israelense, Yuli Edelstein, disse que a Pfizer deve solicitar uma aprovação no final de novembro.

A vacina em potencial da Pfizer e de sua parceira alemã BioNTech SE provavelmente será um tratamento de duas doses, o que significa que oito milhões de doses cobrirão quatro dos nove milhões de habitantes de Israel.

Em comentários televisionados, Netanyahu disse que o acordo de suprimento representou “um grande dia para Israel” e acrescentou: “O objetivo é que o suprimento de vacina comece em janeiro e aumente nos meses seguintes.”

Na segunda-feira, a Pfizer anunciou que sua vacina experimental contra Covid-19 é mais de 90% eficiente com base em resultados iniciais, uma grande vitória em potencial na guerra contra um vírus que já matou mais de um milhão de pessoas e abalou a economia mundial.

Reportagem adicional de Carl O’Donnell em Nova York

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up