24 de Agosto de 2017 / às 15:29 / 4 meses atrás

Tempestade tropical Harvey ruma para o Texas e pode se tornar furacão

(Reuters) - A costa do Golfo do Texas está se preparando para enfrentar a chegada da tempestade tropical Harvey em terra firme até sexta-feira, trazendo ventos fortes, grandes inundações e chuvas torrenciais.

Tempestade tropical Harvey se aproxima da costa do Golfo do Texas, nos Estados Unidos NOAA/via Reuters

Alertas de furacões, tempestades tropicais e tempestades entraram em vigor em condados do litoral leste do Texas enquanto a tempestade cruzava o Golfo do México, onde pode adquirir as dimensões de um furacão.

Há previsão de ventos de até 120 quilômetros por hora e 40 centímetros de chuva, de acordo com o Serviço Nacional do Clima dos Estados Unidos.

“Agora é a hora de verificar seu plano de emergência e adotar as ações necessárias para preservar sua casa ou negócio. Esforços deliberados devem ser feitos para proteger vidas e propriedades”, disse o serviço em um comunicado emitido no início desta quinta-feira.

Cedo nesta quinta-feira, o Harvey estava cerca de 600 quilômetros ao sudeste de Port Mansfield, no Texas, com ventos contínuos máximos de 72 quilômetros por hora, segundo o Centro Nacional de Furacões dos EUA.

A tempestade pode se tornar um furacão quando tocar o solo perto de Corpus Christi na sexta-feira, alertou o Serviço Nacional do Clima.

O governador Greg Abbott declarou estado de desastre em 30 condados na quarta-feira, autorizando o uso de recursos estaduais para preparar o Estado para a tempestade. O Harvey “representa uma ameaça de desastre iminente, incluindo inundações graves, alagamentos no litoral e ventos prejudiciais”, disse o comunicado de Abbott.

Cidades e condados ao longo da região litorânea do Estado distribuíram sacos de areia aos moradores, e alguns estabelecimentos comerciais cobriram as vidraças com tábuas de madeira. Residentes do litoral correram aos mercados para estocar água e outros mantimentos, segundo a mídia local.

A tempestade também forçou empresas de energia, incluindo Royal Dutch Shell, Anadarko Petroleum e Exxon Mobil para retirar pessoal de plataformas de petróleo e gás no Golfo do México.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below