25 de Agosto de 2017 / às 18:36 / em 4 meses

Novas sanções visam restringir acesso da Venezuela a mercado de dívida dos EUA

WASHINGTON (Reuters) - O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, disse nesta sexta-feira que as novas sanções impostas contra a Venezuela visam abalar o regime do presidente Nicolás Maduro ao restringir o acesso do país aos mercados de dívida e patrimônio dos EUA.

“Fazemos um apelo aos que estão dentro do regime, incluindo aqueles que foram sancionados, a se distanciarem da violência e da ditadura”, disse Mnuchin a jornalistas na Casa Branca.

Ele afirmou que as sanções não visam a “mudança de liderança” na Venezuela.

O assessor de segurança nacional da Casa Branca, H.R. McMaster, disse na mesma entrevista coletiva que os Estados Unidos não têm planos de tomar medidas militares na Venezuela, mas que o presidente Donald Trump pretende analisar “uma ampla gama de ... opções integradas” no futuro.

Reportagem de Timothy Ahmann e Julia Harte

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below