19 de Setembro de 2017 / às 13:32 / em 3 meses

Jihadistas lançam grande ataque contra governo da Síria perto de Hama

BEIRUTE (Reuters) - Jihadistas lançaram nesta terça-feira uma ofensiva contra áreas do noroeste da Síria próximas de Hama controladas pelo governo, no maior ataque na região desde março, desencadeando ataques aéreos pesados contra áreas sob comando rebelde, disse o Observatório Sírio para os Direitos Humanos.

Segundo a entidade, os ataques aéreos atingiram três hospitais, um centro médico e instalações usadas por um serviço de resgate em Idlib, controlada pelos rebeldes. Uma fonte militar síria negou o relato, dizendo que só comboios e posições dos insurgentes foram atingidos.

O ataque insurgente ao norte de Hama ressuscitou as hostilidades na região do noroeste do país, próxima da fronteira turca, que esteve relativamente calma nos últimos meses, uma vez que a Rússia vem realizando esforços diplomáticos para tentar manter tréguas no oeste da Síria.

Os militantes islâmicos que dominam Idlib rejeitam a diplomacia, incluindo um acordo tripartite firmado na semana passada por Moscou, Teerã e Ancara para a mobilização de uma força observadora no extremo de uma “zona de apaziguamento” de Idlib.

Uma fonte do Exército sírio citada pela mídia estatal disse que o ataque lançado em várias frentes está sendo repelido e que os insurgentes sofreram perdas.

“Os confrontos continuam e a Força Aérea e a artilharia estão visando os quartéis-generais e os movimentos dos comboios terroristas na área”, afirmou a fonte.

Já uma fonte insurgente disse à Reuters que os rebeldes estão avançando no interior do norte de Hama, situado em uma área na qual o presidente sírio, Bashar al-Assad, e seus aliados vêm anulando ganhos rebeldes continuamente nos últimos dois anos.

O Observatório disse que os insurgentes capturaram dois vilarejos. Entre os grupos que participam do ataque estão o jihadista Partido Islâmico do Turquistão e rebeldes lutando sob a bandeira do Exército Livre da Síria, relatou.

Um organismo de mídia do grupo libanês Hezbollah, aliado de Damasco, disse que ataques aéreos do Exército sírio estão visando insurgentes no norte de Hama e no sul da área de Idlib.

Os rebeldes chegaram a alguns quilômetros da cidade de Hama, comandada pelo governo, no início deste ano, mas o Exército sírio e seus aliados retomaram o território em abril.

Tréguas no oeste do país, que durante anos foi o palco principal da guerra civil, ajudaram o Exército nacional e seus associados a avançarem contra o Estado Islâmico no leste, onde forças governamentais combatem o grupo radical em Deir al-Zor.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below