20 de Setembro de 2017 / às 11:10 / em 3 meses

Número de mortos por terremoto no México passa de 200; equipes buscam por crianças em escola

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - Equipes de resgate reviraram escombros na madrugada desta quarta-feira em busca de dezenas de crianças que acredita-se estarem soterradas em uma escola na Cidade do México, uma das centenas de edificações destruídas pelo terremoto mais letal a atingir o país em uma geração.

Processo de busca por sobreviventes em destroços de prédio que desmoronou após terremoto na Cidade do México, México 19/09/2017 REUTERS/Carlos Jasso

O tremor de magnitude 7,1 deixou ao menos 217 mortos, sendo quase metade das vítimas na capital, exatos 32 anos depois de um terremoto devastador em 1985 e menos de duas semanas depois que um poderoso tremor matou quase 100 pessoas no sul do país.

Entre as ruínas da escola Enrique Rebsamen, soldados e bombeiros encontraram ao menos 22 crianças e dois adultos mortos, enquanto outras 30 crianças e 12 adultos estão desaparecidos, disse o presidente mexicano, Enrique Peña Nieto.

Cenas de desespero tomaram conta da escola à medida que escavadoras moviam escombros sob a iluminação de holofotes, e pais se agarravam à esperança de que seus filhos estariam entre os sobreviventes.

“Eles continuam tirando crianças, mas nós não sabemos nada sobre a minha filha”, disse Adriana D‘Fargo, de 32 anos, após horas esperando por notícias sobre sua filha de 7 anos de idade.

Três sobreviventes foram encontrados por volta de meia-noite quando equipes de resgate formadas depois do terremoto de 1985, conhecidas como “toupeiras”, entraram profundamente nos destroços.

A rede de TV Televisa relatou que outros 15 corpos, em sua maioria de crianças, foram recuperados, e que 11 crianças foram resgatadas.

O terremoto derrubou dezenas de prédios, destruiu encanamentos de gás e desencadeou incêndios pela capital e em outras cidades no centro do México. Carros foram esmagados pela queda de destroços.

Partes de igrejas da era colonial desmoronaram no Estado de Puebla, onde o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) localizou o epicentro do tremor, cerca de 158 quilômetros a sudoeste da capital, a um profundidade de 51 quilômetros.

Com o tremor, o vulcão Popocatépetl, visível da Cidade do México em um dia sem nuvens, teve uma pequena erupção. Em suas encostas, uma igreja em Atzitzihuacán desmoronou durante uma missa, deixando 15 mortos, afirmou o governador de Puebla, José Antonio Gali.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below