29 de Setembro de 2017 / às 19:45 / em 2 meses

Prefeita da capital de Porto Rico ataca autoridade dos EUA que chamou ajuda de 'boa reportagem'

SAN JUAN, Porto Rico (Reuters) - A prefeita da capital de Porto Rico repudiou nesta sexta-feira os comentários de uma autoridade de alto escalão dos Estados Unidos que disse que os esforços federais para ajudar o território a se recuperar da devastação do furacão Maria “dão uma boa reportagem”.

Pessoas buscam combustível em San Juan após passagem do furacão Maria 28/9/2017 REUTERS/Alvin Baez

“Esta não é uma boa reportagem”, disse Carmen Yulín Cruz à CNN nesta sexta-feira. “Esta é uma reportagem do tipo ‘as pessoas estão morrendo’. É uma reportagem de vida ou morte”.

Na quinta-feira a secretária interina do Departamento de Segurança Interna, Elaine Duke, que está ajudando a coordenar a ajuda norte-americana desde a passagem do Maria, disse estar satisfeita com a reação do governo até o momento.

“Sei que é uma boa reportagem em termos de nossa capacidade de acudir as pessoas e do número limitado de mortes que ocorreram em um furacão tão devastador”, disse ela.

O furacão Maria, a tempestade mais violenta a atingir Porto Rico em quase 90 anos, matou ao menos 16 pessoas na ilha e mais de 30 em todo o Caribe.

Cruz ficou furiosa com o comentário de Duke, já que a maioria dos 3,4 milhões de habitantes da ilha enfrentava o décimo dia sem luz e lutava para encontrar água limpa e combustível.

“Esta é uma história de devastação que continua a piorar porque as pessoas não estão conseguindo alimento e água”, disse Cruz à CNN. “Não é uma boa notícia quando as pessoas estão morrendo”.

Duke chegou a Porto Rico nesta sexta-feira para uma viagem agendada previamente, fazendo uma vistoria aérea da ilha com o governador Ricardo Rossello.

O presidente dos EUA, Donald Trump, deve visitar o território na terça-feira, e seu vice, Mike Pence, visitará Porto Rico e as Ilhas Virgens norte-americanas no final da semana que vem, disse um assessor.

Trump falou sobre a situação nesta sexta-feira antes de um discurso em Washington sobre sua nova proposta tributária.

“A rede elétrica e outras partes da infraestrutura já estavam em uma condição muito, muito ruim. Estavam nas últimas antes dos furacões”, disse Trump. “E agora virtualmente tudo foi arrasado, e teremos que recomeçar do zero. Estamos literalmente começando do nada”.

A vida em Porto Rico continua dura. Na Antiga San Juan, o setor colonial histórico da capital, consumidores formam filas na calçada diante do café Casa Cortez ChocoBar para comprar sanduíches e café através de uma pequena janela encaixada entre tábuas de compensado apoiadas na parede do prédio.

“Somos um dos poucos restaurantes que têm um gerador”, disse Daniela Santini, de 19 anos, que trabalha no local.

 A prefeita Cruz pediu uma ação mais imediata.

“Senhor Trump, agradecemos tudo que está fazendo, e sabemos que pode ser feito mais rápido”, disse ela à CNN.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below