May 13, 2018 / 4:20 PM / 4 months ago

Fissuras em vulcão no Havaí geram alertas de nova erupção

SÃO PAULO (Reuters) - Novas fissuras rugindo como motores a jato e expelindo magma foram abertas no vulcão Kilauea, no Havaí, amontoando lava tão alto quanto um prédio de quatro andares, e o Serviço Geológico dos Estados Unidos alertou que mais erupções são prováveis.

Uma rachadura em um pasto no flanco leste do Kilauea foi a 16ª registrada desde que o vulcão norte-americano, um dos mais ativos do mundo, entrou em erupção há oito dias. Milhares de pessoas deixaram suas casas na ilha principal e dezenas de casas foram destruídas.

A nova fissura foi aberta no sábado a cerca de 1,6 quilômetro a leste de uma abertura já existente.

“Está bem do lado da minha casa, o que é meio assustador”, disse Haley Clinton, de 17 anos, que andou para ver a nova rachadura com seu pai, Darryl, e sua irmã, Jolon, de 15 anos. “É bem legal”.

De longe, a fissura soltava rugidos abafados e grandes que se acentuavam, misturados com os fortes sons da lava líquida.

Em horas após ser aberta, a fissura havia acumulado lava preto-avermelhada de cerca de 12 metros de altura e ao menos 45 metros de comprimento. Pedaços de magma estavam sendo jogados a 30 metros no ar.

O calor intenso deixou observadores suando e o ar estava repleto de cheiro de queimado. Mas com fumaça sendo soprada na direção oposta, não havia cheiro pungente de dióxido de enxofre tóxico no ar.

Pouco após a abertura da fissura, o Observatório de Vulcões do Havaí, do Serviço Geológico, informou que atividades sísmicas permaneciam “elevadas” no cume do Kilauea, a 1.200 metros de altura. O Serviço Geológico dos EUA relatou que um superficial, porém pequeno, terremoto de magnitude 3,5 atingiu a ilha no sábado.

Outra fissura, a 17ª desde que lava começou a fluir em 3 de maio, abriu por volta das 18h, no horário local, liberando gases, segundo o Observatório de Vulcões do Havaí.

Geólogos alertaram na sexta-feira que uma erupção gerada por vapor da cratera Halemaumau, no cume, poderia soltar cinzas a 6.100 metros e espalhar cinzas e destroços até 19 quilômetros.

Por Terray Sylvester, Jolyn Rosa e Karin Stanton

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below