May 22, 2018 / 5:24 PM / 6 months ago

Arcebispo católico é condenado na Austrália por encobrir abuso sexual de menores

MELBOURNE (Reuters) - Um arcebispo australiano foi condenado nesta terça-feira por encobrir abuso sexual de menores praticado por um padre, que, segundo a imprensa australiana, faz dele o católico mais velho do mundo a ser condenado sob tal alegação.

Philip Wilson, o arcebispo de Adelaide e um ex-presidente do principal órgão da Igreja Católica na Austrália, deve receber sua sentença da corte em junho. Ele enfrenta uma pena máxima de dois anos na prisão.

“Eu estou obviamente decepcionado com a decisão publicada hoje”, disse Wilson em uma nota à imprensa. Ele disse que iria se consultar com seus advogados antes de decidir os próximos passos.

Wilson foi acusado de encobrir uma ofensa grave e indiciável de outro padre, James Fletcher, após ter conhecimento disso em 1976.

Advogados de Wilson, de 67 anos, havia argumentado que ele não sabia que Fletcher havia abusado de um menino. Fletcher foi condenado em 2004 em nove casos de abuso sexual infantil e morreu na prisão em 2006 após um derrame.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below