May 24, 2018 / 1:27 PM / 7 months ago

Ex-tesoureiro de partido governista da Espanha é condenado a 33 anos de prisão por corrupção

Ex-tesoureiro do PP espanhol Luis Bárcenas 04/10/2016 REUTERS/Susana Vera

MADRI (Reuters) - O ex-tesoureiro da legenda governista espanhola Partido Popular (PP) Luis Bárcenas foi condenado a 33 anos de prisão e a pagar multa de 44 milhões de euros, nesta quinta-feira, por sua participação em um caso de corrupção pelo qual dezenas de integrantes de alto escalão do partido foram presos.

O caso, relacionado ao uso de um fundo secreto pelos conservadores na década de 1990 e início dos anos 2000 para financiar campanhas ilegalmente, tem afetado o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, que nega ter cometido qualquer irregularidade desde que assumiu o poder em 2011.

Rajoy se tornou o primeiro premiê em exercício da Espanha a fornecer provas em um julgamento quando foi convocado como testemunha no caso em julho do ano passado, desencadeando pedidos por sua renúncia.

Dos 37 acusados, 29 foram condenados por infrações incluindo falsificação de contas, tráfico de influência e crimes fiscais e foram condenados a um total de 351 anos de prisão, de acordo com decisão judicial.

Bárcenas foi condenado por lavagem de dinheiro, enriquecimento pessoal e diversos crimes fiscais.

Reportagem de Paul Day

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below